universidades Públicas

UNIVERSIDADES PÚBLICAS

Ao fim do ensino médio, a angústia, ansiedade e indecisões tomam contam do pensamento do recém formado. 

Escolha de faculdades privadas e a tão sonhada universidade pública tornam-se um pesadelo, fazendo os estudantes examinarem todas as possibilidades considerando as vantagens e desvantagens de cada curso ou área. 

A questão número passa pela escolha do seu curso e profissão. Esta escolha muitas vezes já está enraizada na pessoa desde sempre; outras encontram este obstáculo, dividindo seus pensamentos com terceiros em busca de uma resposta final satisfatória. 

Muitas vezes, realizar esta escolha exige pouco tempo em virtude de vestibulares que se aproximam ou até mesmo aqueles que conseguem bons resultados no ENEM e ainda assim não tomou sua decisão. O entusiasmo logo se transforma em aflição, mas após a escolha, a ilustre faculdade pública bate na porta.

A meta de muitos vestibulandos é atingir a tão sonhada faculdade pública, podendo usufruir de todos seus recursos gratuitamente e ainda transgredir academicamente a partir de investimos do Governo Federal no melhor conteúdo possível dentro dos cursos. 

As exigências são ainda maiores, considerando que, por ser gratuito, procura-se os melhores alunos para tornarem-lhes os melhores profissionais futuramente. 

universidades Públicas

USP e Unicamp estão entre as melhores universidades da América Latina https://vaidebolsa.com.br/melhores-universidades/

  • DIVISÓRIAS POSITIVAS

As Universidades públicas são acirradamente disputadas, sendo assim, as vagas são limitadas. Existe então, um processo de divisória para si próprio, que vai desde uma longa preparação de estudos para adentrar uma faculdade pública até a tomada de atitude. 

  • Mercado de Trabalho 

No mundo corporativo, a formação por faculdades públicas têm um valor maior, pois sendo formado por estas instituições, deduz-se que o profissional é promissor possuí comprometido naquilo que faz e por ter recebido conteúdo custeado pelo governo, recebeu instruções acadêmicas com forte teor intelectual. Assim sendo, provavelmente as empresas selecionarão e darão preferência aos formados em Universidades Públicas.

  • Campo de pesquisas

Um diferencial muito importante dentro das Universidades Públicas são os campos de pesquisas. Dispondo de maiores recursos que as Universidades  Privadas, este método amplia o conhecimento e enriquece o currículo do profissional, indicando sua experiência em pesquisas científicas, principalmente nas áreas de ciências biológicas. A fartura de oportunidades é promissora, considerando o alto teor de importância destas pesquisas para todo o mercado, apurando novas tecnologias e inovando o espaço social. 

universidades Públicas
  • Repúblicas

As repúblicas são grandes centros de acomodação residencial dos estudantes, muitas vezes localizadas dentro do próprio campus ou muito próximo. 

Geralmente, os apartamentos dentro dos prédios são separados com uma certa quantia de alunos no mesmo local conforme o tamanho, mantendo a privacidade necessária para cada um. 

Sendo assim, as universidades colocam, usualmente, estudantes do mesmo curso nos mesmos apartamentos para que possam progredir em conjunto. Nestas repúblicas, existem regras como uma residência comum: separação de atividades domésticas como higienização, preparo de refeições e todas as outras atividades pertinentes. 

O objetivo é evitar o desconforto da convivência com pessoas desconhecidas, pois não é nada fácil compartilhar seu espaço com outros. 

  • DIVISÓRIAS NEGATIVAS

Pelo fato de todo o investimento ser feito pelo governo, alguns aspectos considerados fundamentais para o bom desenvolvimento dos trabalhos estudantis acabam por ficar para trás. Avanços tecnológicos como uso de softwares e outras facilidades do gênero possuem pouco apoio do governo, não podendo disputar paralelamente com as Universidades Particulares.

  •  Salas de aula

A infraestrutura das salas de aula, lugar onde deveria ser cômodo para os alunos, dificilmente possui os requisitos necessários para o processo de ensino. O uso das inovações tecnológicas que podem ser aplicadas em sala de aula tem pouco ou nenhum investimento, dificultando a vida acadêmica daqueles que tanto empenho colocaram para lá estarem. Claro, não podemos fazer esta consideração para todas as universidades públicas, sendo esta apenas uma visão de média geral, não total. 

  • Carga horária

Conciliar outras atividades com a carga horária das universidades públicas é bastante complicado, sendo reclamado pelos alunos uma manutenção de horários para poder manter este padrão de estudos com sua vida particular. Sendo amparado pelo governo e tendo em vista o esforço aplicado pelo mesmo para conseguir administrar todas as faculdades, exige-se uma carga horária maior, assim como conteúdos extra-campus. 

  • Gastos

Apesar dos cursos serem totalmente gratuitos, engana-se quem acredita que não há nenhum tipo de custo dentro deste processo. Para a grande maioria dos estudantes que atingiriam seu objetivo de conquistar uma vaga na Universidade Pública, a locomoção pode ser um problema muito significativo. 

Para muitos, principalmente para quem reside no interior dos estados, fazer uma mudança até a cidade onde se localiza o campus é quase impossível, pois envolve uma grande quantia de dinheiro. 

Existe esta desatenção por parte de alguns que acabam por conseguir sua vaga mas não calculam com antecedência a possibilidade de mudança de residência, ainda assim, o governo não considera a hipótese de quem ingressa numa faculdade pública pode (na maioria das vezes) não ter condições financeiras para arquear os custos de uma faculdade privada.

Published by

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *